31 9209-3575

©2018 by Psicólogo Evandro Batista - Orientação Vocacional e de Carreira. Proudly created with Wix.com

Psicólogo Evandro Batista (CRP MG 04/32267)

Construindo projetos de vida.

Orientação Vocacional
Valiosa Ajuda para Escolher o Curso, a Profissão e Construir o Projeto de Vida

Você sabia que a Orientação Vocacional, além do teste vocacional, tem muitas outras técnicas da psicologia para ajuar você a escolher um curso superior e uma faculdade? Saiba o que é a Orientação Vocacional e como ela pode ajudar você.

A Orientação Vocacional é uma área da psicologia com o objetivo de auxiliar os jovens na Escolha Profissional e no Planejamento de Carreira. A Orientação Vocacional foca nesses pontos justamente porque são cruciais no Projeto de Vida das pessoas.

 

Projeto de Vida

Passado, presente e... visão de futuro

Engana-se quem trata o Projeto de Vida como um plano sistematizado, estruturado e rígido. Na verdade, a Orientação Vocacional traz a ideia de Projeto de Vida como um processo no qual o jovem ou adolescente constrói uma visão de futuro a partir do seu Autoconhecimento e do conhecimento de sua realidade diante do Mercado de Trabalho.

O Projeto de Vida não se refere apenas aos objetivos que se pretende alcançar ou aos bens que se quer adquirir, pois trata, fundamentalmente, da conscientização sobre qual é a vida desejada pelo jovem ou adolescente. Essa conscientização promove o Autoconhecimento e torrna o jovem ou adolescente mais ativo na condução da própria vida.

Na medida em que delineia uma visão de futuro consciente, a partir do Autoconhecimento e da reflexão sobre a realidade, o Projeto de Vida se refere à construção da própria identidade do jovem ou adolescente.

A partir de uma visão de futuro clarificada pelo Projeto de Vida, o jovem ou adolescente tem mais chances de identificar os fatores que podem contribuir ou prejudicar pontos essenciais desse projeto, como a Escolha Profissional.

 

Escolha Profissional

Ser ou não ser. Uma questão mais complicada do que se imagina.

Um dos pontos cruciais do Projeto de Vida, a Escolha Profissional é o momento no qual o jovem ou adolescente, decide o que vai fazer da vida. Além disso, de certo modo, a Escolha Profissional também define quem ele vai ser.

Infelizmente, a Escolha Profissional da maioria dos jovens é feita sem reflexão e sob influências que ele mesmo não percebe (família, prestígio, mercado, colegas, etc.). Além disso, em outras tantas vezes, o adolescente acaba por basear sua Escolha Profissional em mitos, fantasias ou ilusões sobre a profissão.

Contudo, deve-se reconhecer que no momento da Escolha Profissional o adolescente encontra-se sob pressão de todos os lados (família, colegas, escola, etc.). Nesse hora, sempre há muita gente cobrando que o adolescente “tome um rumo na vida”.

De todo modo, é bom deixar claro que sempre haverá a possibilidade de re-escolher, pois a Escolha Profissional não precisa ser para sempre. Por isso, é importantíssimo avaliar constantemente os objetivos traçados no Planejamento de Carreira.

 

Planejamento de Carreira

Concretizando uma visão de futuro

Se a Escolha Profissional pode ser vista como o ponto de partida, o Planejamento de Carreira é o meio pelo qual o profissional vai concretizar o seu Projeto de Vida. O Planejamento de Carreira consiste em definir as suas metas a serem alcançadas bem como as respectivas etapas e condições para conquistá-las. É a definição do caminho a trilhar até o que você vislumbrou como uma vida plenamente feliz.

Além das etapas e objetivos, no Planejamento de Carreira o profissional deve estar atento às constantes transformações do Mercado de Trabalho. É preciso compreender as novas exigências do mercado e constantemente reavaliar seu próprio perfil profissional.

Sobretudo, o profissional, ou mesmo o adolescente, deve identificar e desenvolver as competências profissionais necessárias à execução do seu Planejamento de Carreira. Além disso, deve ser capaz de prever, além das possibilidades futuras, os riscos de suas escolhas e alternativas em caso de insatisfação.

Ao construir o seu Planejamento de Carreira, o profissional deve lembrar sempre: o diploma universitário não é mais uma garantia de emprego. O diferencial será o conjunto de competências profissionais que conseguir desenvolver.